O artesão decorador

Sutis mas essenciais, os acabamentos dos movimentos Cartier são fruto de um savoir-faire e de uma meticulosidade fora do comum. Nascida da paixão de artesãos decoradores, esta busca infinita pela beleza confere todo o seu valor aos mecanismos da Alta Relojoaria.

Para compreender a complexidade desta arte, convém observar cada movimento através de uma lupa de relojoeiro. As pontes são anguladas por meio do polidor; os flancos são delicadamente alongados sem afetar o polimento dos ângulos; as faces de certos componentes recebem um polimento espelhado. O conjunto desses acabamentos, feito de contrastes e brilhos, exige, por vezes, quinze horas de trabalho de um artesão decorador, e isso para a realização de um único componente.

Os mecanismos da coleção de Alta Relojoaria Cartier são decorados com côtes de Genève na parte aparente das pontes, e são peroladas nas partes ocultas como a platina. Esta busca contínua pela perfeição vai além da simples decoração. Trata-se de uma obra rara e meticulosa de paixão pela relojoaria artesanal, conferindo a cada relógio um valor inestimável e uma identidade única. Este trabalho minucioso confere todo o valor aos calibres da Alta Relojoaria Cartier.