Em 1973, durante um leilão em Genebra, a Maison Cartier comprou, pela primeira vez, um objeto que ela mesma havia criado meio século antes: um misterioso relógio de mesa Portique. Assim tem início uma fabulosa coleção de joias, peças de relojoaria e preciosos acessórios, todos assinados Cartier e representativos de seu estilo, cujos mais antigos remontam a 1860 e, os mais recentes, ao fim do século XX.